Dakar 2020 - Arabia Saudita

É XT na lama, na pedra, no barranco, na areia!! Mas vale com outras motocas tb...
Avatar do usuário

Topic author
kbludo
Moderador
Moderador
Mensagens: 4402
Registrado em: 29 Out 2010, 18:51
Moto:: XT660R
Estado: RJ
País: Brasil
Localização: Cabo Frio
Contato:
Status: Offline

Dakar 2020 - Arabia Saudita

Mensagempor kbludo » 07 Jan 2020, 09:53

Atual campeão, Price abre Rali Dakar 2020 com vitória nas motos
A edição de 2020 começou com o longo trecho entre Jeddah e Al Wajh e a vitória de Toby Price nas motos. Já nos quadriciclos, triunfo do dia foi do chileno Ignacio Casale.

1ª etapa – Jeddah – Al Wajh
Trecho de especial: 319 km
Deslocamentos: 433 km
Trecho total: 752 km


A competição de motos do Rali Dakar 2020 na Arábia Saudita começou como terminou a edição anterior, no Peru: com Toby Price na liderança. O piloto australiano da KTM assumiu a liderança de vez entre o segundo o terceiro ponto de checagem para não mais perder. É um começo promissor para o bicampeão da prova.

"Não foi tão tranquilo quanto eu queria, mas felizmente o Matthias Walkner saiu um pouco da trilha, e eu aproveitei e entrei atrás dele e consegui parar de me enrolar com os mapas", afirmou o vencedor ao site inglês 'Motorsport.com'.

Quem finalizou o dia como maior perseguidor de Price foi o norte-americano Ricky Brabec, da Honda, que terminou 2min05s atrás. Brabec fora o líder nas duas primeiras passagens em pontos de checagem, mas perdeu força e chegou a cair para sétimo antes de voltar ao segundo lugar.

Foi Walkner, salvador de Price e companheiro de KTM, quem terminou na terceira colocação, apenas 2min40s atrás do australiano. Kevin Benavides, Sam Sunderland, Pablo Quintanilla, Joan Barreda Bort, Andrew Short e Adrien van Beveren, esse último 9min52s atrás do líder, fecharam o top-10.

Outro campeão abre na frente nos quadriciclos

Assim como Price nas motos, foi o bicampeão Ignacio Casale quem começou o Dakar puxando a fila nos quads. O chileno liderou a especial inicial de cabo a rabo e encerrou em 4h17min37s.

Grande rival de Casale nos últimos anos, Rafal Sonik terminou 5min36s atrás, na segunda colocação, enquanto Tomáš Kubiena, Giovanni Enrico, Manuel Andujar, Simon Vitse, Kamil Wisniewski, Alexander Giroud, Toni Vinigut e Leonardo Martínez fecharam o top-10. O boliviano Martínez, contudo, já está 49min18s atrás de Casale. Campeão de 2019, o argentino Nicolas Cavigliasso, não está no Dakar.

O rali segue na segunda-feira, no trecho entre Al Wajh e Neom. Serão 393 km totais, dentre os quais 367 km de especial.
Anexos
222.jpg
Toby Price (Foto: Marcelo Maragni/Red Bull Content Pool)


Ande de moto e não de muletas!Seja prudente! Se o clube já te ajudou, ajude o clube; SEJA UM COLABORADOR :-! .


Avatar do usuário

Topic author
kbludo
Moderador
Moderador
Mensagens: 4402
Registrado em: 29 Out 2010, 18:51
Moto:: XT660R
Estado: RJ
País: Brasil
Localização: Cabo Frio
Contato:
Status: Offline

Re: Dakar 2020 - Arabia Saudita

Mensagempor kbludo » 07 Jan 2020, 09:59

Dakar 2020 terá 7,8 mil km e só um brasileiro nas motos
Segundo a organização, essa será uma das edições mais desafiadoras da história do evento.
A 42ª edição do maior rali do mundo está pronta para iniciar. Neste domingo (05/01/2020), ocorre a largada oficial do Dakar 2020, que marcará o início de uma nova história, escrita sobre as areias do Oriente Médio.

A primeira realização do evento na Arábia Saudita terá a participação de apenas um brasileiro nas motos, o paranaense Lincoln Berrocal.

Leia a matéria completa no site do nosso parceiro Motonline.
Anexos
dakar-2020-motonline-7-800x534-960x640.jpg
Ande de moto e não de muletas!Seja prudente! Se o clube já te ajudou, ajude o clube; SEJA UM COLABORADOR :-! .

Avatar do usuário

Topic author
kbludo
Moderador
Moderador
Mensagens: 4402
Registrado em: 29 Out 2010, 18:51
Moto:: XT660R
Estado: RJ
País: Brasil
Localização: Cabo Frio
Contato:
Status: Offline

Re: Dakar 2020 - Arabia Saudita

Mensagempor kbludo » 07 Jan 2020, 10:13

Ao segundo dia do Dakar 2020, na Arábia Saudita, as dificuldades não tardaram a aparecer para os competidores. Nos Autos, Fernando Alonso (Toyota) perdeu já mais de duas horas depois de um problema mecânico e, nas Motos, o líder anterior Toby Price (KTM) perdeu mais de 12 minutos, enquanto outro dos favoritos, Joan Barreda (Honda) perdeu quase cinco minutos. Paulo Gonçalves (Hero) voltou a ser o melhor motard luso, com o 12º melhor tempo na tirada de hoje.

Nesta categoria, a grande surpresa foi a vitória de Ross Branch, do Botsuana, que se tornou no primeiro africano a vencer uma etapa do Dakar desde que o sul-africano Alfie Cox fez o mesmo em 2003. Se no ano passado, Branch foi o melhor dos estreantes com o 13º posto na geral, a prova deste ano parece estar a começar muito bem para o motard da KTM, que venceu hoje com 1m24s de vantagem sobre Sam Sunderland (KTM), que é o novo líder da geral, com 1m18s de avanço para Pablo Quintanilla (Husqvarna) e 1m32s sobre o argentino Kevin Benavides (Honda).

Quanto ao contingente luso nas duas rodas, Paulo Gonçalves voltou a ser o melhor, gastando mais 9m32s do que Branch, registando o 12º melhor tempo da etapa e ocupando a 14ª posição da geral, a 13m10s do comandante. Boa prestação também para António Maio (Yamaha), que foi o 19º mais rápido, com mais 19m30s de atraso, estando em igua,l posição na geral, a 37m39s.

Sebastian Bühler (Hero) ficou pouco atrás, sendo o 21º melhor, a 20m03s, ocupando agora a 25ª posição na geral, a 48m37s do líder. Mário Patrão (KTM) foi 41º, gastando 47m52s do que Branch, estando em 39º da geral, 1h29m00s, ao passo que Fausto Mota (Husqvarna) foi o 49º da etapa e está agora no 50º lugar, já a mais de duas horas de distância. O outro português em prova, Joaquim Rodrigues (Hero), surge com o 48º tempo, mas não aparece na classificação geral, restando saber se haverá algum problema com os tempos.

Nos Autos, o dia fica marcado pelo melhor tempo de Giniel de Villiers (Toyota), que teve uma etapa sem falhas, vencendo com 3m57s de vantagem sobre o MINI de Orlando Terranova, que passou a ser o novo líder da geral.

Se Villiers teve um dia isento de problemas, acabou por beneficiar dos problemas de Yazeed Al-Rajhi (Toyota), que liderou a grande parte da tirada, perdendo-se no entanto na parte final.

Com o sexto tempo de ontem e o segundo de hoje, a liderança passou para as mãos de Terranova, com quase cinco minutos de avanço sobre outro MINI, de Carlos Sainz. Nasser Al-Attiyah (Toyota) está em terceiro da geral, a 6m07s, mas do lote de favoritos, Stéphane Peterhansel (navegado por Paulo Fiuza num MINI) está já a mais de 13 minutos no oitavo lugar.

Ricardo Porém (Borgward), acompanhado pelo irmão Manuel, fez o 17º tempo da especial, com mais 28m16s no seu tempo.

Com grandes expectativas em torno da sua participação no Dakar saudita, Alonso acabou por perder duas horas e meia depois de partir a suspensão do seu Toyota Hilux, estando agora arredado de qualquer previsão de uma boa classificação.

Boletim Dakar 2020 - Dia 2
Ross Branch surpreende e vence favoritos


Toby Price, atual campeão e líder após o primeiro dia de Dakar, não teve um dia fácil durante o segundo dia (primeira etapa Maratona) entre Al Wajh e Neom. Abrindo a especial, o australiano teve dificuldades com a navegação e acabou perdendo bastante tempo no início do dia, despencando para a 9ª posição na classificação geral. Melhor para o seu companheiro de equipe, Sam Sunderland, que com a 2ª posição no dia, assumiu a liderança no acumulado.


A grande surpresa foi sem dúvida a vitória do piloto Ross Branch, melhor estreante na edição de 2019, o piloto de Botsuana segue impressionando. Branch completou o dia a bordo se sua KTM não oficial com o tempo de 3h39min10seg, quase 1 minuto e meio a frente do oficial e agora líder Sunderland. O chileno Pablo Quintanilho foi o terceiro colocado pouco menos de 1 minuto atrás de Sunderland. Outros dois sul-americanos completaram o top 5 do dia, os irmãos argentino Kevin Benavides (Honda) em 4º, e Luciano Benavides (KTM) em 5º.


Na soma geral de tempo, Sunderland aparece com 7h05min22seg na 1ª posição, enquanto Pablo Quintanilha, da Husq, ocupa a 2ª posição com 1min18seg de déficit. Kevin Benavides e sua Honda estão colocados em 3º com somente 14 seg a mais. Apesar de terminar apenas na oitava posição na especial de hoje, Matthias Walkner e sua KTM estão em 4º lugar a apenas 2 minutos do líder. O americano Ricky Brabec fecha os cinco primeiros depois desses dois dias de prova.



Resultado dia 2 AL Wajh/Neom



1- Ross Branch (KTM) 3h39min10seg
2- Sam Sunderland (KTM) + 1min24seg
3- Pablo Quintanilha (Husqvarna) +2min21seg
4- Kevin Benavides (Honda) +3min40seg
5- Luciano Benavides (KTM) +3min44seg
6- Joan Barreda (Honda) +4min57seg
7- Jose Cornejo (Honda) +5min58seg
8- Matthias Walkner (KTM) +5min59seg
9- Xavier De Soultrait (Yamaha) +6min08seg
10- Andrew Short (Husqvarna) +7min00seg



Raking geral depois de duas etapas



1- Sam Sunderland (KTM) 7h05min22seg
2- Pablo Quintanilha (Husqvarna) +1min18seg
3- Kevin Benavides (Honda) +1min32seg
4- Matthias Walkner (KTM) +2min
5- Ricky Babrec (Honda) +4min11seg
6- Ross Branch (KTM) +4min19seg
7- Luciano Benavides (KTM) +6min01seg
8- Joan Barreda (Honda) +6min09seg
9- Toby Price (KTM) +7min34seg
10- Andrew Short (Husqvarna) +9min24seg
Anexos
Alonso-Toyota-Dakar-2020.jpg
Fernando Alonso
Ande de moto e não de muletas!Seja prudente! Se o clube já te ajudou, ajude o clube; SEJA UM COLABORADOR :-! .

Avatar do usuário

Gerson
Moderador
Moderador
Mensagens: 4206
Registrado em: 27 Mai 2004, 00:29
Moto:: XT660R
Estado: RS
País: Brasil
Localização: Gravatai
Contato:
Status: Offline

Re: Dakar 2020 - Arabia Saudita

Mensagempor Gerson » 07 Jan 2020, 13:32

Belo trabalho de informação Kbludo !!!

=D> =D> =D>

Avatar do usuário

Topic author
kbludo
Moderador
Moderador
Mensagens: 4402
Registrado em: 29 Out 2010, 18:51
Moto:: XT660R
Estado: RJ
País: Brasil
Localização: Cabo Frio
Contato:
Status: Offline

Re: Dakar 2020 - Arabia Saudita

Mensagempor kbludo » 08 Jan 2020, 10:25

Dakar, Etapa 3: O dia dos portugueses

Chegou ao fim a terceira etapa do Dakar 2020. É tempo de ver a prestação da representação lusa neste terceiro dia de prova.
No #302, Paulo Fiúza e Stéphane Peterhansel ficaram na sétima posição. O dia correu bem para a tripulação do Mini, com sucessivas presenças no top3 desde o segundo WayPoint. No final a dupla teve de se contentar com um sétimo lugar, mas o andamento mostrado foi bom.
Ricardo Porém e Manuel Porém (Borgward) ficaram com o 22º registro. Depois de um dia sempre a recuperar, chegando perto do top 10 no WayPoint 5, os últimos quilômetros da etapa deitaram por terra o esforço da dupla lusa.
Filipe Palmeiro no Toyota Hilux de Benediktas Vanagas terminou o dia em 16º.
Em SSV o # 404 de Conrad Rautenbach e Pedro Bianchi Prata (PH Sport) fez o sétimo tempo, e depois de um começo menos positivo da etapa, a dupla foi recuperando posições, chegando a ser segunda nos últimos quilômetros do dia, que no final não rendeu mais que o sétimo posto.
Nos caminhões o #515 de Mathias Behringer / Stefan Henken / Bruno Sousa terminou em 29º. À hora a que este artigo é escrito o #537 Frances Ester Fernandez / José Martins / Jean Francois Cazeres e o #546 de Jordi Ginesta / Marc Dardaillon / Armando Loureiro ainda não chegaram à assistência
Dakar, Etapa 3: Al Qassimi e Vasilyev engrossam lista de abandonos

A terceira etapa do Dakar foi madrasta para dois importantes concorrentes deste Dakar 2020, que ficaram pelo caminho por razões distintas. Logo no início da etapa, o buggy Peugeot 3008 DKR de Khalid Al Qassimi capotou várias vezes, depois do pó ter surpreendido o piloto. Qassimi rodava muito perto do concorrente à sua frente, numa zona muito rápida e com o pó não viu uma das muitas armadilhas da prova, danificando muito o carro, que levou ao abandono.
Bem mais à frente na tirada, o Mini 4X4 de Vladimir Vasilyev incendiou-se. Começou por haver fumo no habitáculo, a dupla parou de imediato, mas o carro pegou mesmo fogo e tanto Vladimir Vasilyev como o seu navegador, Vitaliy Yevtyekhov conseguiram sair rapidamente do carro tendo ainda tempo para levar itens pessoais e os documentos do veículo. Com a ajuda de residentes locais, a dupla russo-ucraniana foi ‘entregue’ à organização

Dakar, Etapa 3: Azar perto do fim ‘estraga’ resultado de Ricardo Porém

Ricardo e Manuel Porém terminaram a terceira etapa na 22ª posição, um lugar enganador face à bela prestação da dupla lusa, que andaram no Top 15 da etapa até cerca de 20 km do final. Aí, a quebra duma torre de suspensão do Borgward atirou-os para o 22º lugar na etapa, a 41m07s do primeiro, que foi o espanhol Carlos Sainz, e a 9m42s do seu colega Nani Roma que foi 17º. Deste modo, e após esta terceira etapa são 17º a 1h32m do primeiro que é também Carlos Sainz. O resultado da etapa 3 atrapalha um pouco a Etapa 4, já que ao arrancarem de 30º, com partidas de trinta em trinta segundos atrás de alguns caminhões, que são sempre difíceis de ultrapassar, antevê-se um dia complicado.
Anexos
ricardo-porem-dakar-2020.jpg
Ande de moto e não de muletas!Seja prudente! Se o clube já te ajudou, ajude o clube; SEJA UM COLABORADOR :-! .

Avatar do usuário

Topic author
kbludo
Moderador
Moderador
Mensagens: 4402
Registrado em: 29 Out 2010, 18:51
Moto:: XT660R
Estado: RJ
País: Brasil
Localização: Cabo Frio
Contato:
Status: Offline

Re: Dakar 2020 - Arabia Saudita

Mensagempor kbludo » 08 Jan 2020, 10:42

Dakar 2020: Honda domina o pódio com três motos.

No terceiro dia de Dakar foi a Honda que comandou a frente nos hostis terrenos da Arábia Saudita. A fabricante japonesa fechou dominou o top3, encabeçado por Ricky Brabec, depois de duas etapas lideradas pela fortíssima KTM. A prova foi disputada em Neom, com especial de 427 km, totalizando um desafio com trecho de 491 km.

Americano Ricky Brabec foi quem levou a Honda para o topo das tabelas no terceiro dia de Dakar, em Neom – Foto: Dakar Media
O segundo melhor tempo do dia ficou com José Ignacio Cornejo (Honda), seguido por Joan Barreda (Honda), em terceiro. Ross Branch, que venceu a etapa de ontem, teve a missão de abrir a trilha entre as motos e essa tarefa complicada contribuiu para que o jovem de Botswana terminasse o dia apenas na 46ª colocação.
Após o encerramento da prova, a organização comunicou um problema no GPS das motociclitas. Por conta disso, o Dakar restabeleceu os resultados depois do quilometro 389 de especial, eliminando os últimos 38 km. Assim, Kevin Benavides (Honda) subiu para terceiro e Matthias Walkner (KTM) foi para quarto. Toby Price (KTM), que havia perdido tempo saindo da trilha, foi para quinto. Enquanto Barreda despencou para o sexto lugar.

Toby Price teve um dia confuso nas trilhas, mas devido a revisão da organização do Dakar subiu para 5° na tabela da terceira etapa – Foto: Dakar Media
Dia difícil
Adrien Van Beveren (Yamaha) sofreu uma queda forte, depois de apenas 3 quilômetros iniciados na trilha e precisou ser levado de helicóptero para o acampamento. Paulo Gonçalves (Hero) enfrentou uma quebra no motor, nos 30 primeiros quilômetros, completando em 127° lugar. No quilômetro 58 Guillaume Cholet (Yamaha) caiu, machucou o quadril e abandonou. Já no quilômetro 122, Olaf Harmsen (KTM) se acidentou durante um salto e voltou à base para atendimento. A bruxa estava solta.

No hospital King Khalid, o francês Van Beveren teve detectada uma possível fratura na clavícula – Foto: Dakar Media
Brasileiros no Dakar
Moto – Lincoln Berrocal teve o seu melhor dia até o momento no Dakar 2020 com sua KTM Réplica 450. Partindo do 96° lugar, o piloto paranaense de 61 anos escalou posições em vários checkpoints da prova. Ao final o competidor terminou a etapa em 71°. Berrocal figura na 70ª posição no ranking geral.
UTV – A dupla brasileira, com o piloto Reinaldo Varela e o navegador Gustavo Gugelmin, segue buscando a recuperação depois de um complicado primeiro dia. Em Neom eles conseguiram ficar mais a frente e terminaram em 8º. Os brasileiros ocupam o 14º posto geral.

Americanos Casey Currie e o navegador Sean Berriman lideram o ranking geral nos UTVs – Foto: Dakar Media
Quarta etapa
Anexos
Brabec-Ricky-rali-Dakar-800x534.jpg
Americano Ricky Brabec foi quem levou a Honda para o topo das tabelas no terceiro dia de Dakar, em Neom – Foto: Dakar Media
Toby-Price-rali-Dakar-2020-800x534.jpg
Toby Price teve um dia confuso nas trilhas, mas devido a revisão da organização do Dakar subiu para 5° na tabela da terceira etapa – Foto: Dakar Media
Adrien-Van-Beveren-rali-Dakar-2020.jpg
No hospital King Khalid, o francês Van Beveren teve detectada uma possível fratura na clavícula – Foto: Dakar Media
Casey-Currie-rali-Dakar-2020.jpg
Americanos Casey Currie e o navegador Sean Berriman lideram o ranking geral nos UTVs – Foto: Dakar Media
Ande de moto e não de muletas!Seja prudente! Se o clube já te ajudou, ajude o clube; SEJA UM COLABORADOR :-! .

Avatar do usuário

Topic author
kbludo
Moderador
Moderador
Mensagens: 4402
Registrado em: 29 Out 2010, 18:51
Moto:: XT660R
Estado: RJ
País: Brasil
Localização: Cabo Frio
Contato:
Status: Offline

Re: Dakar 2020 - Arabia Saudita

Mensagempor kbludo » 08 Jan 2020, 10:46

Dakar, Etapa 4: Peterhansel abre uma margem.

Stéphane Peterhansel/Paulo Fiúza ainda não venceram qualquer etapa do Dakar este ano, mas podem fazê-lo hoje.
A dupla luso-francesa lidera a etapa – que teve uma longa neutralização de 80 Km pelo meio – com 1m44s de avanço para Orlando Terranova (Mini) com Nasser Al-Attiyah (Toyota) em terceiro a 2m50.

No quarto posto roda agora Yazeed al Rajhi (Toyota), na frente de Mathieu Serradori (Buggy Century), 6 Bernhard Ten Brinke (Toyota), Giniel De Villiers (Toyota) e Carlos Sainz (Mini Buggy), que partindo na frente está já a 5.56s de Peterhansel. Jakub Przygonski (Mini) é nono e Fernando Alonso (Toyota), 11º. Na geral virtual, Sainz perde terreno para o segundo e Peterhansel sobre uma posição, para quarto.

À passagem do Km 108, a dupla Stéphane Peterhansel/Paulo Fiúza passou para a frente da corrida, com o piloto do Mini a liderar com oito segundos de avanço para outro Mini, o de Orlando Terranova.
Yazeed al Rajhi (Toyota) liderava no primeiro parcial, mas caiu para terceiro a 1m24s da frente.
Quarto posto para Nasser Al-Attiyah (Toyota) com o seu colega de equipa Giniel De Villiers (Toyota) logo a seguir, o mesmo sucedendo com outro piloto da Toyota, Bernhard Ten Brinke.
Mathieu Serradori (Buggy Century) é sétimo na frente de Carlos Sainz (Mini Buggy), que ao abrir o percurso está com mais dificuldades no dia de hoje.
Fernando Alonso, que realizou uma boa terceira etapa, ontem, está hoje um pouco atrasado. Após 108 km de especial, o piloto da Toyota já perdeu 8 minutos para Stéphane Peterhansel, sendo apenas 13º na tirada.
Anexos
peterhansel-fiuza-dakar-2020-6.jpg
Ande de moto e não de muletas!Seja prudente! Se o clube já te ajudou, ajude o clube; SEJA UM COLABORADOR :-! .

Avatar do usuário

Topic author
kbludo
Moderador
Moderador
Mensagens: 4402
Registrado em: 29 Out 2010, 18:51
Moto:: XT660R
Estado: RJ
País: Brasil
Localização: Cabo Frio
Contato:
Status: Offline

Re: Dakar 2020 - Arabia Saudita

Mensagempor kbludo » 08 Jan 2020, 10:58

A quarta etapa da Dakar acontece hoje, partindo de Neom e seguindo para Al Ula. Nesta fase serão 453km de especiais, 219 km de deslocamentos, formando um trecho total de 672km. Novamente os competidores enfrentarão terrenos rochosos, com areia pelo caminho, mas sem as grandes dunas.
Ande de moto e não de muletas!Seja prudente! Se o clube já te ajudou, ajude o clube; SEJA UM COLABORADOR :-! .

Avatar do usuário

Topic author
kbludo
Moderador
Moderador
Mensagens: 4402
Registrado em: 29 Out 2010, 18:51
Moto:: XT660R
Estado: RJ
País: Brasil
Localização: Cabo Frio
Contato:
Status: Offline

Re: Dakar 2020 - Arabia Saudita

Mensagempor kbludo » 08 Jan 2020, 10:59

Gerson escreveu:Belo trabalho de informação Kbludo !!!

=D> =D> =D>


Obrigado meu amigo!
Quem puder ajudar com informações, ficarei grato :-! !
Abração.
Ande de moto e não de muletas!Seja prudente! Se o clube já te ajudou, ajude o clube; SEJA UM COLABORADOR :-! .

Avatar do usuário

Topic author
kbludo
Moderador
Moderador
Mensagens: 4402
Registrado em: 29 Out 2010, 18:51
Moto:: XT660R
Estado: RJ
País: Brasil
Localização: Cabo Frio
Contato:
Status: Offline

Re: Dakar 2020 - Arabia Saudita

Mensagempor kbludo » 09 Jan 2020, 10:24

Etapa 4;

Peterhansel se torna quarto vencedor diferente do Dakar 2020 nos carros. Sainz lidera.

O quarto dia do Dakar teve seu quarto vencedor diferente nos carros. Nesta quarta-feira (8), Stéphane Peterhansel foi quem ganhou a especial mais longa até o momento, mas é Carlos Sainz quem mantém a liderança na classificação geral.

4ª etapa – Neom – Al Ula.

Trecho de especial: 453 km
Deslocamentos: 233 km
Trecho total: 676 km

Já se foram quatro dias de rali e a edição 2020 do Dakar teve seu quarto vencedor diferente entre os carros. Nesta quarta-feira (8), Stéphane Peterhansel brilhou no trajeto entre Neom e Al-‘Ula para terminar a especial com a vitória.

Os pilotos enfrentaram um verdadeiro desafio na especial. A maratona foi a mais longa cronometrada até o momento, com 453 quilômetros separados por 80 quilômetros de zona neutralizada. O francês completou todo o percurso em 4h04min34s.

Na largada, o 13 vezes campeão do rali mais famoso do mundo saiu na sexta colocação, mas cruzou a linha de chegada na terceira colocação e teve o tempo mais veloz de todos. Enquanto isso, seu companheiro Carlos Sainz acabou perdendo cerca de 4min nos últimos 100 quilômetros do dia.

Melhor para Nasser Al-Attiyah, que terminou a quarta-feira no Dakar na segunda posição. O catari chegou a receber uma sanção no dia anterior de 3min, começando com uma desvantagem de 8min na quarta etapa.

Entretanto, conseguiu terminar o dia à frente de Carlos, tirando quase 5min de seu adversário direto e surgindo na segunda colocação com um pequeno atraso de 3min para o ponteiro entre os carros. No quinto dia, o catari pode ter a chance de virar o jogo, já que vai sair na frente do espanhol.

Com a vitória no quarto dia do rali, Peterhansel foi catapultado para a terceira colocação geral, atrás apenas dos campeões do Dakar. Quem aparece na quarta colocação é Orlando Terranova, com Yazeed Al-Rajhi encerrando o rol dos cinco mais velozes da classificação.

Al-Rajhi chegou a começar bem o dia sendo o mais veloz na primeira parte do especial, mas viu seu dia terminar com 11min30s mais lento que Stéphane. Mesmo assim, foi suficiente para bater Terranova por 3s na classificação geral.

Enquanto isso, Mathieu Serradori segue ocupando a vaga de grande surpresa da edição de 2020. Mantendo o bom ritmo, terminou o dia na quinta colocação para se manter na sexta posição geral e se colocando mais veloz que Giniel de Villiers e Bernhard tem Brink, que fecham o top-8.
Quem não teve seu melhor dia foi Fernando Alonso. Após ser recuperar do grande revés que havia sofrido, o bicampeão da Fórmula 1 não conseguiu extrair o máximo da estratégia, terminando a especial com 26min de atraso para Peterhansel, sendo o 13º. Na geral, aparece no 19º posto.

Fonte: https://www.grandepremio.com.br/rali/no ... inz-lidera

Dakar: Sunderland punido perde vitória para Cornejo.

O Dakar chegou ao seu quarto dia com mais uma surpresa nas motos. José Ignacio Cornejo levou a Honda à vitória depois de Sam Sunderland, da KTM, receber punição e perder tempo no estágio. Nesta etapa foram 453 km de especiais, com 219 km de deslocamento, totalizando um trecho de 672 km. Tudo isso entre as cidades de Neom e Al Ul, na Arábia Saudita.
Na quarta missão enfrentada pelos competidores, mais uma vez, muita pedreira pelo caminho e areia, mas ainda sem encarar as grandes dunas com mais de 200 metros. Foi neste terreno que Sunderland conquistou, em um primeiro momento, a vitória. Entretanto, o britânico havia excedido o limite de velocidade controlada no km 200, recebendo uma punição de cinco minutos. Sunderland caiu para a oitava posição após as alterações da organização.
Assim, Cornejo herdou o primeiro lugar, seguido de Kevin Benavides (Honda), em segundo. Em terceiro apareceu o vencedor do segundo dia, Ross Branch (KTM). Paulo Gonçalves (Hero) conquistou a quarta posição, depois de ter enfrentado na prova anterior uma quebra, ainda nos 30 primeiros quilômetros. Ricky Brabec (Honda) fechou o top5. O atual campeão Toby Price (KTM) chegou em sexto.

Brasileiros no Dakar.

Motos – Lincoln Berrocal completou a terceira etapa em 84°, depois de ter chegado à 1h51min09s do líder Cornejo. Atualmente o brasileiro ocupa o posto de 73° no ranking geral no rali. Esta é a segunda participação do paranaense na maior prova mundial de rali.

UTV – O piloto Reinaldo Varela e o navegador Gustavo Gugelmin não conseguiram chegar entre os dez mais rápidos. A dupla brasileira teve dois pneus furados e precisou reduzir a velocidade para preservar o veículo. Eles terminaram o dia em 14°, a 54min29s do líder norte-americano Mitchell Guthrie. No geral, o time ocupa o 16° posto na classificação.


Fonte: https://www.motonline.com.br/noticia/da ... a-cornejo/
Anexos
Sunderland-rali-Dakar-2020.jpg
underland teve cinco minutos acrescentados ao seu tempo de prova, terminando em 8° – Foto: Dakar Media
Cornejo-rali-Dakar-2020.jpg
Cornejo levou a vitória da quarta etapa do Dakar após a punição de Sunderland – Foto: Dakar Media
Mitchell-Guthrie-e-Ola-Floene-Dakar-2020-800x534.jpg
Mitchell Guthrie e Ola Floene foram os vencedores nos UTVs na quarta etapa – Foto: Dakar Medi
Ande de moto e não de muletas!Seja prudente! Se o clube já te ajudou, ajude o clube; SEJA UM COLABORADOR :-! .

Avatar do usuário

Topic author
kbludo
Moderador
Moderador
Mensagens: 4402
Registrado em: 29 Out 2010, 18:51
Moto:: XT660R
Estado: RJ
País: Brasil
Localização: Cabo Frio
Contato:
Status: Offline

Re: Dakar 2020 - Arabia Saudita

Mensagempor kbludo » 09 Jan 2020, 10:25

Quinto dia de Dakar.

Na quinta-feira o Dakar acelera em a sua quinta etapa, disputada entre Al Ula e Ha’il. O desafio vai contar com o retorno das imensas dunas de areia, que compõem mais de 40% do trecho. Ao todo serão 353 km de especiais, com 211 de deslocamento, formando uma trilha de 564 km no total.
Ande de moto e não de muletas!Seja prudente! Se o clube já te ajudou, ajude o clube; SEJA UM COLABORADOR :-! .

Avatar do usuário

Topic author
kbludo
Moderador
Moderador
Mensagens: 4402
Registrado em: 29 Out 2010, 18:51
Moto:: XT660R
Estado: RJ
País: Brasil
Localização: Cabo Frio
Contato:
Status: Offline

Re: Dakar 2020 - Arabia Saudita

Mensagempor kbludo » 10 Jan 2020, 10:16

Sainz vence quinto dia do Dakar 2020 e aumenta vantagem. Alonso é 7º.

5ª etapa - Al-Ula - Hail
Trecho de especial: 353 km
Deslocamentos: 211 km
Trecho total: 564 km

Carlos Sainz chegou a ter problemas no início, mas saiu com a vitória no quinto dia do Dakar 2020 e se tornou o primeiro piloto a vencer duas etapas nesta edição. Fernando Alonso fechou no top-10 e pulou para a 15ª colocação no geral.

Carlos Sainz se tornou o primeiro piloto a vencer dois estágios do Dakar 2020. O espanhol venceu a quinta especial do rali, disputada nesta quinta-feira (9) entre Al-Ula e Hail, e abriu uma vantagem de quase 6 minutos para o segundo colocado Nasser Al-Attiyah.

Sainz teve problemas nos primeiros 50 km de trecho e perdeu boa parte da vantagem, mas se recuperou ao longo da prova e venceu com 2min56s de vantagem para Al-Attiyah, aumentando a vantagem na liderança.
Stéphane Peterhansel foi o terceiro colocado. Ele perdeu três minutos por conta de um pneu furado e fechou a prova seis minutos atrás do vencedor Sainz. A distância do maior vencedor do Dakar para o espanhol foi para 17min.
Yazeed Al-Rajhi foi o quarto colocado, seguido por Orlando Terranova e Giniel de Villiers. Fernando Alonso foi o sétimo colocado, pulando para a 15º posição na classificação geral, 3h atrás de Sainz.

Yasir Seaidan, Jakub Przygonski e Mathieu Serradori completaram o top-10 da quinta-feira.



Price vence, Sunderland cai e abandona.

No quinto dia de Dakar Toby Price levou a KTM à mais uma vitória. O triunfo veio depois que Sam Sunderland, também piloto do time de fábrica da marca austríaca, sofreu uma forte queda e teve que abandonar o rali. Nesta etapa foram percorridos 353 km de especiais, em um trecho total de 564 km, entre as cidades de Al Ula até Ha’il.
Durante a trilha da quinta-feira, com muitas dunas pelo caminho, Price assumiu a liderança logo no início, mas ainda na primeira metade do percurso o australiano foi ultrapassado por Sunderland. Entretanto, o campeão de 2017 sofreu uma forte queda no km 187 e foi forçado a se retirar de forma antecipada do Dakar 2020. Sunderland sofreu ferimentos nas costas e no ombro esquerdo.
Após o incidente, Price levou a vitória com a vantagem de 1m12s sobre Pablo Quintanilla (Husqvarna). O colega de equipe do chileno, Andrew Short, marcou a terceira posição. Logo atrás chegou Ricky Brabec (Honda), somando pontos suficientes para aumentar sua liderança no ranking geral. Matthias Walkner (KTM) completou o top 5.
Brasileiros no Dakar.

Motos – Lincoln Berrocal terminou o dia nas areias do Oriente Médio no 82° posto. O brasileiro agora figura na posição geral de 73°, nesta que é a sua segunda participação no Dakar. O paranaense de 61 anos pretende nesta edição cumprir todos os estágios da maior prova de rali do mundo.

UTV – O piloto Reinaldo Varela e o navegador Gustavo Gugelmin não atingiram o top 10 na chegada em Ha’il. A dupla brasileira terminou na 23ª posição ao fim do especial. Com o resultado eles ocupam o 16º posto no ranking geral, após uma série de contratempos.

Classificação geral entre as motos depois de 5 etapas:
1° Ricky Brabec -Honda -19h07m19s
2° Toby Price – KTM – 9m06s
3° Kevin Benavides -Honda – 11m32s
4° Pablo Quintanilla – Husqvarna – 16m01s
5° José Ignacio Cornejo – Honda – 20m25s

Fonte: Guilherme Augusto, jan 09, 2020.
Anexos
Toby-Price-Dakar-2020-800x534.jpg
Toby Price, atual campeão do Dakar entre as motos, levou a KTM a mais uma vitória – Foto Dakar Media
Sam-Sunderland-Dakar-2020-800x534.jpg
Sam Sunderland precisou abandonar a disputa do rali após uma forte queda – Foto: Dakar Media
Ande de moto e não de muletas!Seja prudente! Se o clube já te ajudou, ajude o clube; SEJA UM COLABORADOR :-! .

Avatar do usuário

Topic author
kbludo
Moderador
Moderador
Mensagens: 4402
Registrado em: 29 Out 2010, 18:51
Moto:: XT660R
Estado: RJ
País: Brasil
Localização: Cabo Frio
Contato:
Status: Offline

Re: Dakar 2020 - Arabia Saudita

Mensagempor kbludo » 10 Jan 2020, 10:17

Sexto dia de Dakar.

A sexta etapa do Dakar 2020 vai viajar da cidade de Ha’il até a capital a Arábia Saudita, Riad. Para este desafio estão cotados 477 km de especiais, em um total de 830 km percorridos. No trajeto os pilotos vão enfrentar muita areia nas trilhas, com poucas dunas gigantescas, neste que é o dia mais extenso do Dakar 2020.
Ande de moto e não de muletas!Seja prudente! Se o clube já te ajudou, ajude o clube; SEJA UM COLABORADOR :-! .

Avatar do usuário

Topic author
kbludo
Moderador
Moderador
Mensagens: 4402
Registrado em: 29 Out 2010, 18:51
Moto:: XT660R
Estado: RJ
País: Brasil
Localização: Cabo Frio
Contato:
Status: Offline

Re: Dakar 2020 - Arabia Saudita

Mensagempor kbludo » 13 Jan 2020, 10:26

Piloto português morre, durante 7ª etapa do Dakar 2020.

Uma fatalidade, Paulo Gonçalves, de 40 anos, pilotava a moto de número 8, quando sofreu uma queda por volta do km 276 da prova e foi atendido já inconsciente.

O piloto de quarenta anos participada de seu 13° Rally Dakar. Ele estreou em 2006 e terminou quatro vezes entre os dez primeiros. Ele terminou na segunda colocação em 2015, após um grande duelo com Marc Coma. Durante esta edição, Gonçalves ocupava a 46ª posição.
Um piloto gente boa demais, em 2016, ficou ao lado do seu rival Matthias Walkner, até a chegada do socorro, e que sempre esteve pronto a ajudar àqueles que precisavam.

Descanse em paz, “speedy”.
Anexos
Dakar-2020.jpg
Ande de moto e não de muletas!Seja prudente! Se o clube já te ajudou, ajude o clube; SEJA UM COLABORADOR :-! .

Avatar do usuário

Topic author
kbludo
Moderador
Moderador
Mensagens: 4402
Registrado em: 29 Out 2010, 18:51
Moto:: XT660R
Estado: RJ
País: Brasil
Localização: Cabo Frio
Contato:
Status: Offline

Re: Dakar 2020 - Arabia Saudita

Mensagempor kbludo » 16 Jan 2020, 12:49

Sem PC e tempo...
#-o
Ande de moto e não de muletas!Seja prudente! Se o clube já te ajudou, ajude o clube; SEJA UM COLABORADOR :-! .

Avatar do usuário

Topic author
kbludo
Moderador
Moderador
Mensagens: 4402
Registrado em: 29 Out 2010, 18:51
Moto:: XT660R
Estado: RJ
País: Brasil
Localização: Cabo Frio
Contato:
Status: Offline

Re: Dakar 2020 - Arabia Saudita

Mensagempor kbludo » 16 Jan 2020, 12:49

Peterhansel vence penúltima etapa do Dakar nos carros. Sainz se aproxima do tri.
Stéphane Peterhansel conquistou uma importante vitória no penúltimo dia do Dakar 2020. Agora, ele e Nasser Al-Attiyah cortaram a vantagem de Carlos Sainz na liderança. Espanhol chega ao último dia com 10 minutos de vantagem. Fernando Alonso foi oitavo colocado.
11ª etapa – Shubaytah a Haradh
Trecho de especial: 379 km
Deslocamentos: 365 km
Trecho total: 774 km

Stéphane Peterhansel foi o grande vencedor da 11ª especial do Dakar 2020. Ao lado do português Paulo Fiuza, ele completou o trecho disputado entre Shubaytah e Haradh, em 4h14min11s. foi a quarta vitória em especial de Peterhansel nesta edição. Nasser Al Attiyah foi o segundo colocado, apenas 10s atrás.

Ainda líder, Carlos Sainz vai para o último dia com um golpe na desvantagem. O espanhol foi terceiro na especial, com o tempo de 4h22min14s. A distância de 18min para Al-Attiyah caiu para 10.

A quarta colocação ficou com o holandês Bernhard Ten Brinke, seguido pelo polonês Jakub Przygonski, o sul-africano Giniel De Villiers e o saudita Yazeed Al Rahji.

Fernando Alonso foi o oitavo colocado na especial, com 4h30min36s. 16s atrás do vencedor Peterhansel. O resultado deixou o bicampeão mundial de Fórmula 1 na 13ª colocação no geral.

O trecho final do Dakar 2020 será disputado na sexta-feira (17). Serão 374 km entre Haradh e Qiddiya. Sainz carrega 10min17s para Al-Attiyah e 10min23s para Peterhansel.
UTVs

Na disputa dos UTVs, a vitória ficou com o chileno Francisco 'Chaleco' López Contardo, completando o trecho em 4h59min51s. Ele foi seguido pelo polonês Aron Domzala e o zimbabuano Conrad Rautenbach.

A liderança segue com o americano Casey Currie, que foi sétimo na especial desta quinta. A vantagem para o segundo colocado, o russo Sergei Kariakin, é de 45 minutos.
Caminhões

Entre os caminhões, o vencedor mais uma vez foi o russo Andrey Karginov, com o tempo de 4h44min51s. Ele foi seguido por Dmitry Sotnikov e Anton Shibalov.

A vantagem de Karginov para Shibalov na liderança é de 39 minutos, praticamente encaminhando o bicampeonato.
Motos
Barreda vence etapa encurtada do Dakar nas motos. Brabec fica perto do título
A décima especial do Dakar, entre Haradh e Shubaytah, na Arábia Saudita, foi toda favorável à Honda. A etapa, que tinha 534 km previstos, foi encurtada para 345 km por medida de segurança. Joan Barreda venceu nesta quarta-feira nas motos, seguido por Ricky Brabec, enquanto Kevin Benavides completou a trinca da Honda. Brabec aumentou sua vantagem na liderança geral.
10ª etapa – Haradh a Shubaytah
Trecho de especial: 345 km *trecho encurtado
Deslocamentos: 263 km
Trecho total: 608 km

Joan Barreda venceu a décima especial, entre Haradh e Shubaytah, nesta quarta-feira (15). A etapa foi encurtada pela direção de prova por motivos de segurança — em razão das fortes rajadas de vento —, caindo de 534 km para 345 km de trecho cronometrado. Ricky Brabec terminou em segundo, 1min07s atrás do espanhol, enquanto o argentino Kevin Benavides fechou o 1-2-3 da Honda.

Além da sólida performance ao longo de toda a prova, Brabec abriu vantagem para seu concorrente mais próximo. O chileno Pablo Quintanilla, da Husqvarna, fechou a especial desta quarta-feira somente na sétima colocação, terminando atrás das KTM de Toby Price, Luciano Benavides e Matthias Walkner. Ross Branch, com uma KTM de equipe privada, foi o oitavo, seguido por Maurizio Gerini e José Ignacio Cornejo Florimo, décimo colocado na etapa.

Ricky Brabec está cada vez mais perto de vencer seu primeiro Dakar (Foto: Monster Energy Honda)
A Honda está cada vez mais perto de quebrar uma dinastia que dura desde 2001. A KTM, que domina a competição das motos do Rali Dakar desde a conquista de Fabrizio Meoni há 19 anos, se aproxima de perder seu longo reinado para a Honda, que viveu outro grande dia na edição 2020 do maior rali do mundo e deu um passo fundamental para Ricky Brabec selar a conquista na sexta-feira.

Restam dois dias para o desfecho do Rali Dakar 2020, de modo que a penúltima especial, nesta quinta-feira, é crucial para as pretensões de vitória de Brabec. Isso porque a 11ª etapa é também a ‘segunda perna’ da Etapa Maratona, de modo que somente os competidores podem fazer os reparos nos veículos, sendo vetada a intervenção das equipes de apoio.

A vantagem de Brabec na classificação geral do Dakar agora é de 25min44s para Quintanilla, enquanto Joan Barreda agora está em terceiro, 27min09s atrás do norte-americano. Só então, na quarta colocação, aparece a melhor KTM, do campeão Toby Price, enquanto Cornejo Florimo fecha um top-5 com três Honda nas cinco primeiras posições na disputa das motos.

Walkner, Luciano Benavides, Skyler Howes, Franco Caimi e Stefan Svitko completam a relação dos dez melhores colocados na disputa das duas rodas.


Surpresa polonesa e dia ruim de líder Casale nos quadriciclos

Quem esperava ver Rafal Sonik brilhando no Dakar 2020 viu uma grande surpresa polonesa na ponta. Nesta quarta-feira, Kamil Wisniewski venceu a décima especial da prova ao completar o trecho cronometrado encurtado em 3h04min11s. foi seu primeiro triunfo em especiais no maior rali do mundo.

Foi uma etapa protagonizada pelos europeus, com Zdenek Tuma, da Tchéquia, na segunda colocação, somente 48s atrás de Wisniewski, enquanto Sonik completou o pódio. O melhor sul-americano na jornada foi o argentino Manuel Andújar, que terminou o dia na quarta colocação.

Fonte: Terra Esportes.
Ande de moto e não de muletas!Seja prudente! Se o clube já te ajudou, ajude o clube; SEJA UM COLABORADOR :-! .

Avatar do usuário

Topic author
kbludo
Moderador
Moderador
Mensagens: 4402
Registrado em: 29 Out 2010, 18:51
Moto:: XT660R
Estado: RJ
País: Brasil
Localização: Cabo Frio
Contato:
Status: Offline

Re: Dakar 2020 - Arabia Saudita

Mensagempor kbludo » 17 Jan 2020, 09:59

Ultima etapa....

Sainz sustenta vantagem sobre Al-Attiyah e é tri do Dakar nos carros.
Carlos Sainz voltou a ser coroado no Rali Dakar. O espanhol evitou contratempos no último dia de competição e não deu chances a Nasser Al-Attiyah entre os carros. Stéphane Peterhansel foi terceiro, enquanto Fernando Alonso terminou em 13º.
12 ª etapa – Haradh a Qiddiya

Trecho de especial: 374 km
Deslocamentos: 73 km
Trecho total: 447 km

Carlos Sainz, lenda do rali, completou um novo capítulo de sucesso em sua rica história nesta sexta-feira (17). O espanhol confirmou expectativas e, mesmo voltando a perder terreno para Nasser Al-Attiyah, consagrou-se tricampeão do Rali Dakar, realizado na Arábia Saudita.

Sainz começou o dia com aproximadamente 10 minutos de vantagem sobre Al-Attiyah. A vantagem caiu para 6 minutos, mas nada que permitisse uma disputa real pela liderança – afinal, o estágio derradeiro era mais curto, sem permitir grandes reviravoltas.

Sainz conquistou o Dakar três vezes, todas em um espaço de pouco mais de uma década. As conquistas vieram em 2010, 2018 e agora 2020.

Stéphane Peterhansel, que vinha em briga apertada com Al-Attiyah pelo segundo lugar, acabou se contentando com o terceiro posto. É um novo pódio para o francês, lenda da corrida e dono de 13 títulos.

Fernando Alonso, estreante no Dakar, completou a estreia em 13º lugar na classificação geral. O espanhol teve contratempos ao longo das duas semanas de competição, incluindo uma capotagem no décimo dia, mas terminou com um resultado digno.

O resultado geral de carros reafirma a Mini como uma força a ser batida no Dakar. A marca é dona de quatro vitórias na categoria de carros, mas vinha desde 2015 na seca. A perda de forças tanto de Peugeot quanto de Toyota colaborou para a reação.

UTVs

A categoria começou já praticamente decidida. Casey Currie abriu o dia com 45 minutos de vantagem sobre Sergei Kariakin, segundo colocado, e precisava essencialmente evitar um grande contratempo. Com uma pilotagem mais cautelosa, Currie perdeu seis minutos para Kariakin, mas ainda levou o título nos UTVs com 39 minutos de folga. O título é inédito para Casey.

O pódio ficou completo com Francisco López Contardo, 52 minutos atrás do americano campeão. Para o público brasileiro, o destaque foi Reinaldo Varela. O brasileiro venceu a última especial, assegurando a nona posição na classificação geral.

Caminhões

Andrey Karginov, que nadou de braçada ao longo do Dakar, não ficou devendo no último dia de competição. O russo venceu a etapa derradeira, aumentando a vantagem sobre adversários para a casa de 42 minutos. O compatriota Anton Shibalov terminou em segundo, superando o bielorrusso Dmitry Sotnikov no apagar das luzes.

Trata-se do segundo título de Karginov no Dakar. O russo já havia triunfado em 2014, quando a prova ainda era realizada na América do Sul.

Brabec supera Quintanilla e confirma título do Dakar nas motos
Ricky Brabec não venceu a última especial, mas foi ao menos melhor que Pablo Quintanilla. Foi suficiente para alcançar o título inédito do Dakar e, com uma Honda, quebrar série de títulos da KTM que durava desde 2001

Ricky Brabec não vacilou no último dia de Rali Dakar, nesta sexta-feira (17) na Arábia Saudita. O piloto americano, líder na classe de motos, não só anulou a reação do segundo colocado Pablo Quintanilla como também conseguiu abrir vantagem na última especial. Foi mais do que suficiente para ser campeão, feito inédito na carreira.

Na altura da linha de chegada, Brabec acumulava 16min26s de vantagem sobre Quintanilla. O chileno não teve um dia de muito destaque, sendo o quinto melhor. A performance, entretanto, não chegou a colocar em risco o vice na classificação geral. Toby Price, que ganhou terreno após começar o dia em quinto, salvou um pódio com o terceiro lugar no geral. O campeão de 2019 ficou com 24min06s de atraso.

José Ignacio Cornejo Florimo apareceu em quarto no geral, sendo o vencedor da última especial. Matthias Walkner, enquanto isso, completou a participação no Dakar 2020 com um top-5 na classificação geral.

O resultado acaba com uma longa sequência de títulos da KTM entre as motos. A marca holandesa levou canecos de forma ininterrupta entre 2001 e 2019, mas não conseguiu ir além do terceiro lugar em 2020, com Price. Coube a Brabec, de Honda, a honra de quebra a série. Para a marca japonesa, por sua vez, é o primeiro caneco na classe desde 1989.

Antonio Berrocal foi o brasileiro melhor posicionado na classe. Ainda assim, com participação tímida: o piloto completou em 67º, acumulando mais de 19 horas de atraso em relação a Brabec.

Quadriciclos

Não teve jeito: Ignacio Casale voltou a ser campeão do Rali Dakar nos quadriciclos, feito já alcançado em 2014 e 2018. O chileno largou com ares de favoritismo, tendo 21min16s de vantagem sobre Simon Vitse, que dependia de um acontecimento inesperado para virar o jogo. Não aconteceu: mesmo que a diferença de tempo entre os dois tenha caído para 18min24s, não houve como derrotar Casale.

O mesmo valeu para Rafal Sonik. O polonês, terceiro colocado vinha com 1h03min de déficit para o ponteiro. Mais preocupado em evitar contratempos do que em forçar uma ofensiva, Sonik fechou os trabalhos 1h04min atrás de Casale. Manuel Andújar fechou em quarto, isso enquanto Kamil Wiśniewski completou o top-5.

A vitória de Casale mantém a Yamaha imbatível quando o assunto é quadriciclo. A marca japonesa foi campeã na categoria em todos os anos desde sua criação, na edição de 2009 do Dakar.

Fonte: Grande premio
Ande de moto e não de muletas!Seja prudente! Se o clube já te ajudou, ajude o clube; SEJA UM COLABORADOR :-! .

Avatar do usuário

Linhares
Zelador
Zelador
Mensagens: 3738
Registrado em: 30 Out 2008, 14:34
Moto:: DL650 V-Strom
Estado: DF
País: Brasil
Localização: Guará
Contato:
Status: Offline

Re: Dakar 2020 - Arabia Saudita

Mensagempor Linhares » 21 Jan 2020, 11:42

=D> =D> =D>

É isso aí, meu brother! Quanto ao piloto brasileiro, tem uma matéria no site Moto Xtreme:

"Herói brasileiro Lincoln Berrocal completa Rally Dakar aos 61 anos!

Piloto foi o único brasileiro e também o mais velho na disputa entre as motos, que durou 12 dias, na Arábia Saudita. Lincoln Berrocal é a comprovação de que nunca é tarde para conquistar um sonho. Aos 61 anos, atingiu seu objetivo de concluir todos os estágios de uma edição do Rally Dakar, a maior prova off road do mundo. O piloto patrocinado pela Pro Tork obteve o feito na sexta-feira, 17 de janeiro, ao completar a etapa final do evento, que percorreu quase oito mil quilômetros na Arábia Saudita.
(...)"
:)T
Perfil do Instagram: @linharesxt

é nóis


Was This Topic Useful?

Voltar para “OFF-ROAD”



Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 3 visitantes