XT600 4MW 97 - Reforma

Avatar do usuário

Topic author
alexandre_
Tia Faladeira
Tia Faladeira
Mensagens: 853
Registrado em: 11 Jan 2015, 15:30
Moto:: XT600E 4MW
Estado: PR
País: Brasil
Localização: Curitiba
Status: Offline

XT600 4MW 97 - Reforma

Mensagempor alexandre_ » 27 Jun 2019, 22:59

Olá moçada! Beleza?
Gostaria de ter ido até o Nacional, os compromissos de trabalho não permitiram que eu deixasse Curitiba.
Eu tinha me programado para fechar a carcaça do motor mas percebi que a tinta estava descascando em alguns pontos. Provavelmente não trataram a peça antes da pintura e resultou nisso. Preferi decapar tudo outra vez e agora estou preparando para a pintura eletrostática novamente. Agora só quero fazer com cuidado para não precisar repetir mais nada. Vai sempre tempo e dinheiro nessas coisas.
Obrigado Zottis pela menção e em breve postarei mais fotos Giscerio. Tenho trabalhado na recuperação das fotos do tópico, na migração tudo se perdeu e estou recolocando as fotos antigas novamente. Trabalho de formiga, mas acho que merece esse cuidado.
Abraços a todos.




Avatar do usuário

Topic author
alexandre_
Tia Faladeira
Tia Faladeira
Mensagens: 853
Registrado em: 11 Jan 2015, 15:30
Moto:: XT600E 4MW
Estado: PR
País: Brasil
Localização: Curitiba
Status: Offline

XT600 4MW 97 - Reforma

Mensagempor alexandre_ » 30 Jul 2019, 21:49

Bem! Só posso dizer que agora estou retomando mesmo a reforma. Vai terminar em breve.
Como havia mencionado antes, a pintura que foi feita no cárter central falhou na primeira vez, por alguma razão a tinta não ancorou bem e apareceram alguns descascados. Precisei decapar tudo novamente para refazer a pintura, isso deu um trabalho monstruoso. Depois de feita a remoção da tinta foi preciso isolar os locais onde não seria pintado, e tudo ficou pronto para a pintura eletrostática a pó. Agora vai!
370.jpg

Avatar do usuário

kbludo
Moderador
Moderador
Mensagens: 4284
Registrado em: 29 Out 2010, 18:51
Moto:: XT660R
Estado: RJ
País: Brasil
Localização: Cabo Frio
Contato:
Status: Offline

Re: XT600 4MW 97 - Reforma

Mensagempor kbludo » 01 Ago 2019, 13:23

Massa meu amigo, agora vai!
De olho novamente!
Ande de moto e não de muletas!Seja prudente! Se o clube já te ajudou, ajude o clube; SEJA UM COLABORADOR :-! .

Avatar do usuário

Topic author
alexandre_
Tia Faladeira
Tia Faladeira
Mensagens: 853
Registrado em: 11 Jan 2015, 15:30
Moto:: XT600E 4MW
Estado: PR
País: Brasil
Localização: Curitiba
Status: Offline

Re: XT600 4MW 97 - Reforma

Mensagempor alexandre_ » 05 Ago 2019, 08:18

kbludo escreveu:Massa meu amigo, agora vai!
De olho novamente!

Isso aí Kbludo!
Vamos lá, agora quero terminar ela! :-!


Pedro Fritsch
Moita
Moita
Mensagens: 23
Registrado em: 06 Nov 2018, 18:31
Moto:: Ténéré 2TY
Estado: SC
País: Brasil
Localização: Caçador
Status: Offline

Re: XT600 4MW 97 - Reforma

Mensagempor Pedro Fritsch » 05 Ago 2019, 08:32

Se usou removedor, é possível que descasque
novamente. O correto seria jateamento com
microesfera de vidro, não deixa resíduos nos
poros do alumínio.
Na minha fiz isso, não descasca.

Avatar do usuário

Topic author
alexandre_
Tia Faladeira
Tia Faladeira
Mensagens: 853
Registrado em: 11 Jan 2015, 15:30
Moto:: XT600E 4MW
Estado: PR
País: Brasil
Localização: Curitiba
Status: Offline

Re: XT600 4MW 97 - Reforma

Mensagempor alexandre_ » 05 Ago 2019, 13:08

Pedro Fritsch escreveu:Se usou removedor, é possível que descasque
novamente. O correto seria jateamento com
microesfera de vidro, não deixa resíduos nos
poros do alumínio.
Na minha fiz isso, não descasca.

Beleza Pedro! Nunca achei por aqui alguém que fizesse jateamento com esferas de vidro em peças pequenas.
Da última vez eu mandei jatear em uma empresa, mas os caras jateiam cabine e caçamba de caminhão, tive que pedir pelo amor de Deus para tomarem cuidado com as peças. Ficou bom, mas achei que exageraram na pressão. Jatearam onde não devia, e olha que mandei tudo isolado igual as que fiz agora. Descascou por não desengordurarem as peças antes da pintura. Dessa vez vou levar pronta, fiz limpeza nas peças para remover resíduos e passei desengraxante. Vai dar certo!
Valeu! :-!

Avatar do usuário

Topic author
alexandre_
Tia Faladeira
Tia Faladeira
Mensagens: 853
Registrado em: 11 Jan 2015, 15:30
Moto:: XT600E 4MW
Estado: PR
País: Brasil
Localização: Curitiba
Status: Offline

XT600 4MW 97 - Reforma

Mensagempor alexandre_ » 27 Ago 2019, 17:56

Recebi as peças da pintura eletrostática a pó e fiz os acabamentos necessários. As carcaças estão prontas para a montagem.
371.jpg

372.jpg
Editado pela última vez por alexandre_ em 03 Set 2019, 17:36, em um total de 4 vezes.

Avatar do usuário

ZOTTIS
Matraca
Matraca
Mensagens: 352
Registrado em: 21 Mar 2009, 22:20
Moto:: XT600E 4MW
Estado: PR
País: Brasil
Localização: Curitiba PR
Contato:
Status: Offline

Re: RE: XT600 4MW 97 - Reforma

Mensagempor ZOTTIS » 27 Ago 2019, 19:36

alexandre_ escreveu:Olá moçada! Beleza?
Gostaria de ter ido até o Nacional, os compromissos de trabalho não permitiram que eu deixasse Curitiba.
Eu tinha me programado para fechar a carcaça do motor mas percebi que a tinta estava descascando em alguns pontos. Provavelmente não trataram a peça antes da pintura e resultou nisso. Preferi decapar tudo outra vez e agora estou preparando para a pintura eletrostática novamente. Agora só quero fazer com cuidado para não precisar repetir mais nada. Vai sempre tempo e dinheiro nessas coisas.
Obrigado Zottis pela menção e em breve postarei mais fotos Giscerio. Tenho trabalhado na recuperação das fotos do tópico, na migração tudo se perdeu e estou recolocando as fotos antigas novamente. Trabalho de formiga, mas acho que merece esse cuidado.
Abraços a todos.
Valeu Alexandre. Acompanhando daqui esse belo trabalho. Sucesso na finalização e montagem .

Enviado de meu moto g(7) play usando o Tapatalk
O maior inimigo seu é você mesmo.

Avatar do usuário

Topic author
alexandre_
Tia Faladeira
Tia Faladeira
Mensagens: 853
Registrado em: 11 Jan 2015, 15:30
Moto:: XT600E 4MW
Estado: PR
País: Brasil
Localização: Curitiba
Status: Offline

Re: RE: XT600 4MW 97 - Reforma

Mensagempor alexandre_ » 27 Ago 2019, 22:03

ZOTTIS escreveu:
alexandre_ escreveu:Olá moçada! Beleza?
Gostaria de ter ido até o Nacional, os compromissos de trabalho não permitiram que eu deixasse Curitiba.
Eu tinha me programado para fechar a carcaça do motor mas percebi que a tinta estava descascando em alguns pontos. Provavelmente não trataram a peça antes da pintura e resultou nisso. Preferi decapar tudo outra vez e agora estou preparando para a pintura eletrostática novamente. Agora só quero fazer com cuidado para não precisar repetir mais nada. Vai sempre tempo e dinheiro nessas coisas.
Obrigado Zottis pela menção e em breve postarei mais fotos Giscerio. Tenho trabalhado na recuperação das fotos do tópico, na migração tudo se perdeu e estou recolocando as fotos antigas novamente. Trabalho de formiga, mas acho que merece esse cuidado.
Abraços a todos.
Valeu Alexandre. Acompanhando daqui esse belo trabalho. Sucesso na finalização e montagem .
Enviado de meu moto g(7) play usando o Tapatalk

Valeu Zottis. Obrigado irmão. :-!

Avatar do usuário

Topic author
alexandre_
Tia Faladeira
Tia Faladeira
Mensagens: 853
Registrado em: 11 Jan 2015, 15:30
Moto:: XT600E 4MW
Estado: PR
País: Brasil
Localização: Curitiba
Status: Offline

XT600 4MW 97 - Reforma

Mensagempor alexandre_ » 03 Set 2019, 17:49

Fiz uma inspeção das carcaças para ter certeza que os dutos da linha de óleo estavam sem obstrução, passei ar comprimido em todos eles. Também fiz alguns retoques com preto fosco vinílico onde a pintura a pó não fez cobertura e acertei as faces que serão coladas com a cola junta.
373.jpg

374.jpg

Avatar do usuário

Topic author
alexandre_
Tia Faladeira
Tia Faladeira
Mensagens: 853
Registrado em: 11 Jan 2015, 15:30
Moto:: XT600E 4MW
Estado: PR
País: Brasil
Localização: Curitiba
Status: Offline

XT600 4MW 97 - Reforma

Mensagempor alexandre_ » 10 Set 2019, 18:38

Fiz a instalação dos rolamentos NSK nas carcaças de um jeito que eu gostei bastante, afinal não precisa bater e nem mesmo de uma prensa. Só precisa aquecer as carcaças em um forno a 150ºC e congelar os rolamentos, isso faz com que não haja mais interferência entre o alojamento e a pista externa do rolamento e eles entram em posição sem esforço. Tem um vídeo de montagem no Youtube que mostra isso (https://www.youtube.com/watch?v=_2TpvG3jmHI&t=701s).
375.jpg

376.jpg

377.jpg

Avatar do usuário

Topic author
alexandre_
Tia Faladeira
Tia Faladeira
Mensagens: 853
Registrado em: 11 Jan 2015, 15:30
Moto:: XT600E 4MW
Estado: PR
País: Brasil
Localização: Curitiba
Status: Offline

XT600 4MW 97 - Reforma

Mensagempor alexandre_ » 10 Set 2019, 18:52

Os parafusos da trava do rolamento do eixo motor e do filtrador de óleo que eram Phillips foram substituídos por parafusos Allen inox. Torqueados com 10 N.m mais trava rosca Loctite.
378.jpg

379.jpg

380.jpg

Avatar do usuário

Topic author
alexandre_
Tia Faladeira
Tia Faladeira
Mensagens: 853
Registrado em: 11 Jan 2015, 15:30
Moto:: XT600E 4MW
Estado: PR
País: Brasil
Localização: Curitiba
Status: Offline

XT600 4MW 97 - Reforma

Mensagempor alexandre_ » 10 Set 2019, 19:06

O virabrequim também foi instalado. Para isso tem uma ferramenta de instalação que puxa o conjunto do virabrequim pelo lado oposto da carcaça.
381.jpg

382.jpg

383.jpg

Avatar do usuário

kbludo
Moderador
Moderador
Mensagens: 4284
Registrado em: 29 Out 2010, 18:51
Moto:: XT660R
Estado: RJ
País: Brasil
Localização: Cabo Frio
Contato:
Status: Offline

Re: XT600 4MW 97 - Reforma

Mensagempor kbludo » 11 Set 2019, 09:27

Eita que tá bonito o trabalho!
Essa do aquecimento/congelamento é uma baita dica!
Agora vai! :-!
Ande de moto e não de muletas!Seja prudente! Se o clube já te ajudou, ajude o clube; SEJA UM COLABORADOR :-! .

Avatar do usuário

Johnny Rook
Fala Pouco
Fala Pouco
Mensagens: 33
Registrado em: 27 Set 2018, 00:41
Moto:: XT600E 4MW
Estado: RJ
País: Brasil
Status: Offline

Re: XT600 4MW 97 - Reforma

Mensagempor Johnny Rook » 11 Set 2019, 18:32

alexandre_ escreveu:Retomando a montagem do garfo traseiro, faltava terminar a usinagem das quatro buchas de bronze que decidi fazer para substituir os dois rolamentos de agulhas e as duas buchas de nylon que fazem parte do conjunto. Como todas as peças que compõem a fixação da balança estavam em péssimas condições, adquiri um kit da marca Reggio em substituição ao original.
115.jpg
Esse kit é similar ao conjunto da Yamaha, mas o material utilizado para a confecção das buchas de aço de 75 mm é provavelmente um SAE 1020 cementado, pois quando fiz a furação para lubrificação do eixo, percebi que eram de baixa dureza superficial, furou muito fácil. A questão aqui é a seguinte: as buchas originais Yamaha são de uma dureza muito superior, talvez o material seja um SAE 1045 temperado e revenido, e mesmo assim, com o passar do tempo os rolamentos de agulhas criam marcas significativas em suas superfícies. A propósito, em todas as fotos que vi dessas buchas havia essas marcas, semelhantes a essas abaixo.
116.jpg
Levando isso em consideração, resolvi fazer um conjunto de buchas a partir de um tarugo de bronze TM620 para eliminar os rolamentos de agulhas e tentar evitar que as buchas de aço de 75 mm se estraguem. Acredito que não durariam muito sem essa alteração.
117.jpg
118.jpg
119.jpg
120.jpg
121.jpg
122.jpg
123.jpg
124.jpg


Boa tarde Alexandre, o seu post e uma passada, e uma magnifica fonte de informação, e mais agora que você se deu o trabalho de voltar a colocar as fotos, não sei como agradecer.

Maumau também teve o detalhe de ensinar a fazer a lubrificação correta dos eixos da balança e do Pro-Link, vocês aqui são uns feras mesmo.

Alexandre vi que você resolveu fazer as buchas do eixo da balança de bronze, estou pensando em fazer o mesmo, comprei o kit Reggio hoje, mas tenho mais de uma duvida, se pode fazer o mesmo com as buchas do Pro-Link?

Você coloca que o bronze deve ser TM620, hoje fui a um a oficina técnica de tornos aqui no Rio e eles me recomendaram o bronze 65, mais fraco me disseram que talvez não resistiria e com numero maior seria muito rígido e talvez quebrasse, eu não tenho nem ideia e em essa oficina eles realizam muitos trabalhos para a empresa de ônibus (rodoviário) na qual trabalho e parece que tem boa fama, mas gostaria de saber a sua opinião, pois vejo que você e bastante técnico no assunto.

Uma vez mais agradeço a você e aos demais por compartir o seu conhecimento para leigos como eu.

Um abraço.

Avatar do usuário

Topic author
alexandre_
Tia Faladeira
Tia Faladeira
Mensagens: 853
Registrado em: 11 Jan 2015, 15:30
Moto:: XT600E 4MW
Estado: PR
País: Brasil
Localização: Curitiba
Status: Offline

Re: XT600 4MW 97 - Reforma

Mensagempor alexandre_ » 11 Set 2019, 22:15

kbludo escreveu:Eita que tá bonito o trabalho!
Essa do aquecimento/congelamento é uma baita dica!
Agora vai! :-!

Agora vai Kbludo. Trabalhando para isso! :-!
Valeu irmão.

Avatar do usuário

Topic author
alexandre_
Tia Faladeira
Tia Faladeira
Mensagens: 853
Registrado em: 11 Jan 2015, 15:30
Moto:: XT600E 4MW
Estado: PR
País: Brasil
Localização: Curitiba
Status: Offline

Re: XT600 4MW 97 - Reforma

Mensagempor alexandre_ » 11 Set 2019, 23:00

Johnny Rook escreveu:
alexandre_ escreveu:Retomando a montagem do garfo traseiro, faltava terminar a usinagem das quatro buchas de bronze que decidi fazer para substituir os dois rolamentos de agulhas e as duas buchas de nylon que fazem parte do conjunto. Como todas as peças que compõem a fixação da balança estavam em péssimas condições, adquiri um kit da marca Reggio em substituição ao original.
115.jpg
Esse kit é similar ao conjunto da Yamaha, mas o material utilizado para a confecção das buchas de aço de 75 mm é provavelmente um SAE 1020 cementado, pois quando fiz a furação para lubrificação do eixo, percebi que eram de baixa dureza superficial, furou muito fácil. A questão aqui é a seguinte: as buchas originais Yamaha são de uma dureza muito superior, talvez o material seja um SAE 1045 temperado e revenido, e mesmo assim, com o passar do tempo os rolamentos de agulhas criam marcas significativas em suas superfícies. A propósito, em todas as fotos que vi dessas buchas havia essas marcas, semelhantes a essas abaixo.
116.jpg
Levando isso em consideração, resolvi fazer um conjunto de buchas a partir de um tarugo de bronze TM620 para eliminar os rolamentos de agulhas e tentar evitar que as buchas de aço de 75 mm se estraguem. Acredito que não durariam muito sem essa alteração.
117.jpg
118.jpg
119.jpg
120.jpg
121.jpg
122.jpg
123.jpg
124.jpg


Boa tarde Alexandre, o seu post e uma passada, e uma magnifica fonte de informação, e mais agora que você se deu o trabalho de voltar a colocar as fotos, não sei como agradecer.

Maumau também teve o detalhe de ensinar a fazer a lubrificação correta dos eixos da balança e do Pro-Link, vocês aqui são uns feras mesmo.

Alexandre vi que você resolveu fazer as buchas do eixo da balança de bronze, estou pensando em fazer o mesmo, comprei o kit Reggio hoje, mas tenho mais de uma duvida, se pode fazer o mesmo com as buchas do Pro-Link?

Você coloca que o bronze deve ser TM620, hoje fui a um a oficina técnica de tornos aqui no Rio e eles me recomendaram o bronze 65, mais fraco me disseram que talvez não resistiria e com numero maior seria muito rígido e talvez quebrasse, eu não tenho nem ideia e em essa oficina eles realizam muitos trabalhos para a empresa de ônibus (rodoviário) na qual trabalho e parece que tem boa fama, mas gostaria de saber a sua opinião, pois vejo que você e bastante técnico no assunto.

Uma vez mais agradeço a você e aos demais por compartir o seu conhecimento para leigos como eu.

Um abraço.


Boa noite Johnny. Beleza?
Fico contente que o conteúdo do tópico esteja sendo útil. Acho que o material publicado aqui no fórum tem valor inestimável, é experiência de muita gente acumulada nesses anos todos. Quando da migração do servidor creio que uns 70% das minhas fotos se perderam e foi um trabalho danado atualizar postagem por postagem da primeira à última página. Eu costumo ver os outros tópicos e muita coisa boa foi perdida, uma pena.
O eixo principal da balança compensa fazer embuchamento em bronze, se lembre que é preciso instalar as engraxadeiras para prover correta lubrificação. O pró link vale a pena comprar o kit da Reggio, pois são de aço. Ali no quadro elástico há solicitações bem maiores do que no eixo da balança. Quanto ao tipo de bronze, pode seguir a orientação do pessoal aí da oficina, realmente o 65 é mais resistente que o 620, muito embora, ambos sejam indicados para a aplicação. Veja na tabela abaixo.
Obrigado pela consideração e estou à disposição para ajudar no que for preciso.
Abraço.
384.jpg

Avatar do usuário

Johnny Rook
Fala Pouco
Fala Pouco
Mensagens: 33
Registrado em: 27 Set 2018, 00:41
Moto:: XT600E 4MW
Estado: RJ
País: Brasil
Status: Offline

Re: XT600 4MW 97 - Reforma

Mensagempor Johnny Rook » 11 Set 2019, 23:56

alexandre_ escreveu:
Boa noite Johnny. Beleza?
Fico contente que o conteúdo do tópico esteja sendo útil. Acho que o material publicado aqui no fórum tem valor inestimável, é experiência de muita gente acumulada nesses anos todos. Quando da migração do servidor creio que uns 70% das minhas fotos se perderam e foi um trabalho danado atualizar postagem por postagem da primeira à última página. Eu costumo ver os outros tópicos e muita coisa boa foi perdida, uma pena.
O eixo principal da balança compensa fazer embuchamento em bronze, se lembre que é preciso instalar as engraxadeiras para prover correta lubrificação. O pró link vale a pena comprar o kit da Reggio, pois são de aço. Ali no quadro elástico há solicitações bem maiores do que no eixo da balança. Quanto ao tipo de bronze, pode seguir a orientação do pessoal aí da oficina, realmente o 65 é mais resistente que o 620, muito embora, ambos sejam indicados para a aplicação. Veja na tabela abaixo.
Obrigado pela consideração e estou à disposição para ajudar no que for preciso.
Abraço.
384.jpg


Boa noite Alexandre, tudo "chuchu beleza" acompanhado de "tomate maravilha"! :-D

E certo o que vocês fazem aqui e inestimável e dignifica aquele que comparte tanto o seu trabalho como o seu saber, em resumidas contas e único.

Fazia tempo que não entrava no foro, estive fazendo varias coisas na moto, discos (montei uns muito bons de fabricação nacional), burrinhos de freio, refeitos inteiros com peças originais, lixado e polidos a mão (fiquei uma semana com dor nos dedos), cilindro mestre traseiro (também lixado e polido), carburadores (cromei as peças de aço, kit completo Keyster, todos os parafusos em inox), toda a instalação elétrica e um montão de detalhes menores de parafusos inox espalhados pela moto, com certeza levo gastado em parafusos, arruelas e porcas mais de R$-1.300,00, compro eles bastante baratos, aqui ao lado do meu trabalho.

Muitas coisas eu fiz, mais outras tenho que mandar fazer fora, por falta de conhecimento técnico, não disponho de espaço e nem ferramentas apropriadas, mas pode ter certeza que o pouco que eu fiz si não foce pelo foro, não o teria feito, assim como outras que mandei fazer e as peças apropriadas as encontrei aqui no foro.

Todo esse bla bla bla, e para que se tenha uma ideia do útil do foro e do imprescindível que e a generosidade de vocês.

Depois de postar estive vendo exatamente o custo do bronze 620 e do 65 e existe uma diferença notável, tenho uma direção que me deram (Superaço Rio) que vende esses materiais, verei a diferença entre um e outro, já que na tabela que você coloca, não apreço diferenças significativas, mas sou leigo o que me vale e a sua recomendação.

Como comentei antes, comprei o kit Reggio, tanto o da balança como o do Pro-Link (R$-230,00 na Moto Bras), depois do teu conselho montarei tal qual o do Pro-Link, só farei os respectivos buracos para engraxar o sistema.

Tive o mesmo problema com o chassis que você, não encontrava ninguém (mecânicos "qualificados") que soubesse do que estava falando ate que um camarada de trabalho me deu uma luz, cola de janela de ônibus e por incrível que pareça funcionou, levo uns 7 meses sem problema, nada de nada, não me lembro o nome, mas se alguém estiver interessado posso colocar aqui, me disseram que não serve outra só essa marca.

Uma vez mais quero agradecer a todos e especialmente a você, todo esse trabalho colocado aqui.

Um abraço.

Avatar do usuário

Topic author
alexandre_
Tia Faladeira
Tia Faladeira
Mensagens: 853
Registrado em: 11 Jan 2015, 15:30
Moto:: XT600E 4MW
Estado: PR
País: Brasil
Localização: Curitiba
Status: Offline

Re: XT600 4MW 97 - Reforma

Mensagempor alexandre_ » 12 Set 2019, 11:19

Johnny Rook escreveu:
alexandre_ escreveu:
Boa noite Johnny. Beleza?
Fico contente que o conteúdo do tópico esteja sendo útil.......
Abraço.
384.jpg


Boa noite Alexandre, tudo "chuchu beleza" acompanhado de "tomate maravilha"! :-D
Todo esse bla bla bla.....
Uma vez mais quero agradecer a todos e especialmente a você, todo esse trabalho colocado aqui.
Um abraço.


Fala Johnny!
Maravilha irmão!
Olha só, eu tenho feito essa reforma e fui aprendendo também aos poucos. Li bastante, assisti a muitos videos e tutoriais. Quando comecei há 5 anos, sabia pouco sobre a moto e esse fórum sempre foi uma fonte inestimável de informações. Entendo um pouco de metal mecânica, fiz curso técnico em mecânica e sigo aprendendo. Você mencionou o pessoal ai do RJ que trabalha com manutenção pesada e eu sempre respeito quem tem experiencia naquilo que faz (know how). Eu consulto os materiais técnicos e faço minhas escolhas, acredito que bronze 65 e o 620 cumprem a missão ali na balança da XT. Só vou poder avaliar precisamente com o passar dos quilômetros e então farei minhas considerações aqui. Tem outra informação sobre os materiais que acho relevante, além de sua resistência, o fato de o bronze 65 ter maior dureza, que para aplicação pesada parece fazer mais sentido. Veja aí na tabela.
Quanto ao chassi da sua moto, conta aí o que aconteceu e como você solucionou o problema.
Abraço. :-!
385.jpg

Avatar do usuário

Johnny Rook
Fala Pouco
Fala Pouco
Mensagens: 33
Registrado em: 27 Set 2018, 00:41
Moto:: XT600E 4MW
Estado: RJ
País: Brasil
Status: Offline

Re: XT600 4MW 97 - Reforma

Mensagempor Johnny Rook » 12 Set 2019, 19:19

alexandre_ escreveu:
Fala Johnny!
Maravilha irmão!
Olha só, eu tenho feito essa reforma e fui aprendendo também aos poucos. Li bastante, assisti a muitos videos e tutoriais. Quando comecei há 5 anos, sabia pouco sobre a moto e esse fórum sempre foi uma fonte inestimável de informações. Entendo um pouco de metal mecânica, fiz curso técnico em mecânica e sigo aprendendo. Você mencionou o pessoal ai do RJ que trabalha com manutenção pesada e eu sempre respeito quem tem experiencia naquilo que faz (know how). Eu consulto os materiais técnicos e faço minhas escolhas, acredito que bronze 65 e o 620 cumprem a missão ali na balança da XT. Só vou poder avaliar precisamente com o passar dos quilômetros e então farei minhas considerações aqui. Tem outra informação sobre os materiais que acho relevante, além de sua resistência, o fato de o bronze 65 ter maior dureza, que para aplicação pesada parece fazer mais sentido. Veja aí na tabela.
Quanto ao chassi da sua moto, conta aí o que aconteceu e como você solucionou o problema.
Abraço. :-!
385.jpg


Boa noite Alexandre.

Eu morei fora muitos anos e estava acostumado a bons profissionais com honestidade ou pelo menos comigo foi assim, tinha com quem consultar as modificações, que eu leia, veia, intuía ou simplesmente me sugestionavam.

Quando cheguei no Brasil a realidade e outra bem diferente, não só desde o ponto de vista de oficinas de motocicletas (que me enganaram umas vezes e outras simplesmente eram incompetentes), ate dentista me quis passar para atras (uma de minhas profissões e Protético), pouca honestidade encontrei aqui, com sotaque de gringo que tenho (33 anos fora), sofri e sofro os aspirantes a malandros que vão aparecendo.

Por fim tive sorte é encontrei um bom mecânico no Rio, e um cara fora de serie, trata a minha nega como si fosse a sua filha, fez muita coisa no capricho que eu não sou capaz de fazer, falei com ele sobre as buchas de bronze no eixo, ele me falou que estava gastando dinheiro a toa (fazer as buchas e grátis só gasto o material) e que as buchas de nylon são só para proteger o eixo de umidade, mas o pessoal da oficina de tornos me falou que o rolimã de agulhas e bom em asfalto liso, mas para off-road ou buracos de ruas e estradas (nunca vi nada lá como as ruas e estradas aqui), sofrem muito tanto o rolimã como o eixo e as buchas de bronze e uma boa opção.

Todavia não sei o preço do tarugo de bronze, se for algo razoável vou optar pelo 65 e assim podemos ver o resultado de um e outro (vou pagar para ver) e também informarei em caso de anomalias.

Sobre a perdida de óleo através do maldito buraco que ninguém sabe para que serve, começou quando por segunda vez mandei adaptar o tanque de gasolina da Honda 750 de 77´ao chassis da moto o camarada refez inteiro a parte inferior, mas demorou 2 meses o trabalho ficou muito bom, mas a moto estava na serra (Petrópolis) e a umidade terminou de detonar.

Aqui no foro e no seu post comecei a entender o que estava passando, ate hoje não encontrei ninguém aqui no Rio que tenha padecido algo parecido, depois de tanto tempo sem a nega, veia que outra vez estaria parada ( tinha comprado ela fazia poucos meses) e não tinha outra maneira de ver a minha bonita terra que não fosse de trem ou ônibus, estava desesperado.

Ate que meu camarada e chefe da garagem me falou que tinha a solução, eles usavam ate para tapar, cárter ou bloco do ônibus com vazamento de óleo ou água e que faziam assim para chegar ate a garagem e solucionar o problema, se chama Sikaflex e se utiliza como cola e isolante para as enormes janelas dos ônibus quando as montam.

E uma pasta negra, que e muito suja e uma gosma, ele me colocou com uma espatula prensando bem, esperei 36 horas e foi arrancar e não ver o jato de óleo saindo, deixei como estava por 1 mês e depois com uma gilete fui cortando ate deixar do tamanho de uma moeda de 25 centavos por ambos lados, ficou perfeito.

Hoje fui buscar o cara do almoxarifado para saber o modelo exato do composto, mas não tinham (trouxeram só para mim, eles aqui não montam janelas), mas vou chamar amanha para a central e colocarei aqui, Sikaflex tem muitos modelos diferentes e a verdade este e muito bom, fica como uma borracha e não sofre modificações com altas temperaturas.

Quando terminar esta segunda pequena reforma, colocarei algumas fotos de como ficaram algumas peças e do conjunto completo já montado.

Um abraço Alexandre.

Avatar do usuário

Topic author
alexandre_
Tia Faladeira
Tia Faladeira
Mensagens: 853
Registrado em: 11 Jan 2015, 15:30
Moto:: XT600E 4MW
Estado: PR
País: Brasil
Localização: Curitiba
Status: Offline

Re: XT600 4MW 97 - Reforma

Mensagempor alexandre_ » 13 Set 2019, 18:08

Johnny Rook escreveu:
alexandre_ escreveu:
Fala Johnny!
Maravilha irmão!
Abraço. :-!
385.jpg


Boa noite Alexandre.
Eu morei fora muitos anos e estava acostumado a bons profissionais com honestidade ou pelo menos comigo foi assim, tinha com quem consultar as modificações, que eu leia, veia, intuía ou simplesmente me sugestionavam.
Um abraço Alexandre.


E ai Johnny, beleza?
Acho triste ouvir seu relato, mas essa é a realidade no Brasil. Tá cheio de nego pronto para te dar a rasteira. Há muito tempo me cansei dos prestadores de serviço, tudo que faziam eu tinha que refazer. Encheu meu saco, inclusive os ditos mecânicos. Eu desmontei minha moto inteira e estou refazendo ela já faz 5 anos, encontrei cada barbaridade, cada gambiarra que tá louco! Mas tem gente boa no mercado e se você achou um bom mecânico isso é ótimo, fica com ele.
Voltando ao assunto técnico, o rolamento de agulha ali no eixo da balança é uma porcaria. Tenho certeza que a Yamaha colocou eles lá por exigências mercadológicas com a promessa de que não precisavam de manutenção rotineira, afinal, usuário normal não sabe nem onde fica uma engraxadeira. Olhe as fotos dos que eu retirei da minha moto. No manual diz que eles são auto lubrificáveis, eu não acredito nisso e acho que toda XT precisa de desmontagem daquele eixo a cada 5000 km para manutenção. Resumindo, naquele lugar é bucha de bronze e engraxadeira, ou só ande no Domingo de sol e no asfalto com a moto. Minha humilde opinião!
Esse problema de vazamento no chassi por conta da corrosão deve ser mais frequente que você imagina. Aquele reforço do chassi não deveria ser furado em cima pois acumula água dentro e lá não tem proteção anti corrosão. No meu caso, por causa daquela gambiarra que fizeram com massa de calafetar eu fiquei na estrada numa viagem que fiz até Brasília, no retorno baixou o óleo e o pistão bateu saia e voltei sem a moto. Essa moto tinha que ter uma luz indicativa de aquecimento.
Então você usou uma cola que parou o vazamento de óleo. Interessante. Coloque aí depois a foto dela e da moto também!
Abraço.

Avatar do usuário

Topic author
alexandre_
Tia Faladeira
Tia Faladeira
Mensagens: 853
Registrado em: 11 Jan 2015, 15:30
Moto:: XT600E 4MW
Estado: PR
País: Brasil
Localização: Curitiba
Status: Offline

XT600 4MW 97 - Reforma

Mensagempor alexandre_ » 16 Set 2019, 23:57

O eixo secundário original do câmbio da XT sofreu bastante. Me lembro de ter visto o pinhão soldado ao eixo no passado. Quando fiz a primeira etapa da reforma, comprei uma arruela trava e uma porca originais Yamaha para fixar o pinhão em posição. Não consegui mais que 90 N.m de torque pois a rosca estava reduzida a apenas alguns filetes. Na ida para Urubici perdi a porca na estrada (há fotos disso em uma postagem mais antiga) e a solução naquele momento foi soldar uma arruela ao eixo para manter o pinhão no lugar, pois ele desengrenava do eixo. Quando retornei de viagem desmontei o motor para fazer a segunda parte da reforma e acabei adquirindo um eixo secundário que o Andreas gentilmente me ofereceu. O plano era montar o trem de engrenagens nesse novo eixo e fechar o cárter central, mas passaram os meses e decidi experimentar uma outra maneira de fixar o pinhão ao eixo. Usinei a ponta daquele eixo danificado retirando os fios de rosca e reduzindo o diâmetro para 15 mm e fiz um canal para instalação de um anel trava. Ainda falta fazer a arruela espaçadora que vai entre o anel trava e o pinhão. Espero dessa forma conseguir fixar o pinhão em posição e também facilitar o processo de manutenção e substituição do mesmo.

Nessa imagem, o aspecto da ponta do eixo onde havia a solda que o unia ao pinhão.
387.jpg

Aqui, após a usinagem no torno.
386.jpg

E por fim, a ponta do eixo depois do processo de zincagem.
388.jpg

Avatar do usuário

Topic author
alexandre_
Tia Faladeira
Tia Faladeira
Mensagens: 853
Registrado em: 11 Jan 2015, 15:30
Moto:: XT600E 4MW
Estado: PR
País: Brasil
Localização: Curitiba
Status: Offline

XT600 4MW 97 - Reforma

Mensagempor alexandre_ » 17 Set 2019, 00:10

Comparando o eixo secundário original com o outro que sofreu alteração.
389.jpg

390.jpg

Avatar do usuário

Topic author
alexandre_
Tia Faladeira
Tia Faladeira
Mensagens: 853
Registrado em: 11 Jan 2015, 15:30
Moto:: XT600E 4MW
Estado: PR
País: Brasil
Localização: Curitiba
Status: Offline

XT600 4MW 97 - Reforma

Mensagempor alexandre_ » 17 Set 2019, 00:17

O conjunto do eixo e das engrenagens montado das duas formas. E na última foto com o anel trava em posição, lembrando que ainda vai uma arruela espaçadora ali no meio.
391.jpg

392.jpg

393.jpg

Avatar do usuário

Topic author
alexandre_
Tia Faladeira
Tia Faladeira
Mensagens: 853
Registrado em: 11 Jan 2015, 15:30
Moto:: XT600E 4MW
Estado: PR
País: Brasil
Localização: Curitiba
Status: Offline

XT600 4MW 97 - Reforma

Mensagempor alexandre_ » 17 Set 2019, 00:37

A intenção é fazer uma arruela espaçadora em aço inox que fique dessa forma.
Se não for possível executar em aço inox, faço em aço carbono com zinco bicromatizado amarelo.
395.jpg

394.jpg


Was This Topic Useful?

Voltar para “Tés/XT600 Artigos, Dicas e Restaurações”



Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 2 visitantes